Confira os benefícios do chá verde para a saúde

Desde que foi constatado que o chá verde era capaz de auxiliar no emagrecimento, o chá tornou-se uma das formas preferidas para aqueles que querem perder alguns quilos.

O que poucas pessoas sabem, é que o chá verde possui muitos outros benefícios para quem costuma tomá-lo de forma regular.

Ficou curioso para saber se o chá verde realmente emagrece e conhecer os benefícios do chá verde? Então confira abaixo as 5 dicas que separamos exclusivamente para vocês!

Chá verde emagrece?

O chá verde possui em sua composição, além da cafeína que acelera o metabolismo de quem a ingere, algumas propriedades antioxidantes que favorecem também o gasto de energia.

Mesmo facilitando a queima de gordura, o gosto amargo às vezes se torna um empecilho para o seu consumo.

Mas não é necessário se desesperar ou chorar só de pensar no gosto do chá, para a perda de peso, já é possível encontrar remédios naturais que entre seus componentes o chá verde é o principal.

Nesse caso, para quem tem interesse em tomar o chá verde, mas não gosta do sabor, é possível optar pelas cápsulas, o suplemento que mais vem demonstrando resultados é o Green Coffee.

Green Coffee é um suplemento natural, potente termogênico natural e se destaca dos demais produtos do mercado devido à alta concentração de seu principal composto.

A dosagem de quantas cápsulas ao dia varia de remédio para remédio, ao se tratar do Green Coffee,o mais recomendado é uma cápsulas diariamente.

Controle da Diabete tipo 2

A diabete tipo 2 é caracterizada pela resistência à insulina ou uma incapacidade de produzir insulina do corpo.

De acordo estudos, pessoas que têm o hábito de tomar chá verde apresentam 42% menos chances de desenvolver diabete tipo 2.

Além disso, devido a sua ação no organismo, o chá verde estimula as células pancreáticas a produzirem insulina, aumenta a atividade da insulina no fígado e reduz a produção de glicose no fígado.

Melhora o cérebro

Devido ao seu principal componente ativo que é a cafeína, o chá verde é capaz de mostrar ótimos resultados quando o assunto é melhorar a função do cérebro.

Quando a cafeína age, ela bloqueia um neurotransmissor inibitório conhecido como adenosina, que aumenta a quantidade de neurônios e neurotransmissores como dopamina e norepinefrina.

Devido a isso, há uma melhora no humor, tempo de reação, memória  vigilância da pessoa.

Além da cafeína, outra substância que ajuda no funcionamento do cérebro é o aminoácido L-teanina, que aumenta a atividade do neurotransmissor inibitório GABA, que combate a ansiedade, além da dopamina.

Diminui o risco de câncer

Vários estudos comprovaram que o chá verde diminui o risco de câncer em homens e mulheres. Isso porque possui um efeito anti-oxidante muito forte.

Além disso, suas substâncias como a catequina e bioflavonoides bloqueiam alterações celulares que dão origem a tumores.

Melhora a imunidade

O chá verde é rico em polifenois, vitaminas C, K, B1 e B2, manganês, potássio e ácido fólico.

Essas substâncias quando unidas, ajudam com o funcionamento do sistema imunológico, atuando na prevenção de infecções, inflamações, cáries e outras doenças causadas por vírus, bactérias e fungos.

Leia mais sobre o remédio para emagrecer Orlistate.

Tudo sobre sua fatura Nubank

O Nubank chegou no mercado financeiro para revolucionar a forma como trabalhamos com cartão de crédito, transferências bancárias e etc.

Mas com a sua nova abordagem o Nubank acaba fazendo com que tenhamos muitas dúvidas sobre seu funcionamento e como fazer cercas coisas no aplicativo.

Nesse artigo vamos falar sobre as maiores dúvidas sobre o cartão de crédito, Nuconta e tudo que tiver relação com a sua vida financeira no Nu. Tá pronto?

Se você quiser saber se o cartao nubank é confiavel veja mais aqui.

Como acompanhar a entrega do meu cartão Nubank?

Completou seu cadastro e tá na ansiedade de receber seu roxinho? Depois do email de confirmação do cadastro,
é criada sua conta, e seus dados vão para a fábrica para produzirem seu roxinho.

Você consegue acompanhar todas as etapas de produção pelo seu app. Depois de pronto, seu cartão vai para a transportadora, que, de acordo com o endereço, determina se a entrega será feita por eles ou pelos Correios.

Os códigos que começam com NU são os que estão com a transportadora e os que começam com J são os que continuarão pelos Correios.

Cada região possui um prazo de entrega diferente, contados a partir do dia de processamento: Para a região Norte, 20 dias úteis Já pro Nordeste, Centro-oeste e Sul, 15 dias úteis. Minas Gerais e Espírito Santo, 12 dias úteis. E São Paulo e Rio de Janeiro, 10 dias úteis.

A data prevista para entrega também é informada no app, e é calculada de acordo com o prazo da sua região. É importante sempre ter alguém para assinar a entrega do seu roxinho.

Eles farão até 3 tentativas e caso não sejam concluídas, entraremos em contato por email para explicar o que aconteceu e conferir seu endereço.

Assim que seu cartão chegar, é só ativar no app e pronto! Já pode sair por aí usando seu roxinho.

Como parcelar minha fatura Nubank pelo app?

Nesse tópico mostrar pra vocês mais uma maneira simples e eficiente de manter as suas contas em dia usando o aplicativo do Nubank com o parcelamento de faturas pelo próprio app.

Todo mundo já teve aquele mês em que aconteceu algum imprevisto ou precisou fazer um gasto inesperado né? Quando isso acontece, se a fatura ficar muito alta ou se quiser um fôlego a mais no orçamento uma boa alternativa é fazer parcelamento.

Assim o valor total da fatura é transformado em parcelas fixas, te ajudando a saber exatamente quanto vai pagar sem surpresas no final do mês e sem pagar um alto valor com juros, já que esses são mais vantajosos que os juros do crédito rotativo.

E o mais legal é que agora você consegue simular e parcelar essa fatura direto pelo aplicativo.

É só fazer assim:

Com a sua fratura fechada toque em “Parcelar”, escolha o valor de entrada e o número de parcelas. A sua porcentagem de juros e o valor total aparecem logo aqui embaixo. Tocando em “Ver detalhes” você consegue ver as condições de parcelamento.

Se estiver tudo certo toque em “Confirmar Parcelamento”. Leia as instruções com a atenção e selecione “Aceitar e gerar boleto”.

Coloque a sua senha de quatro dígitos e pronto, o boleto com a sua entrada do parcelamento já foi gerado. Agora é só copiar o código ou imprimir o boleto com a entrada e fazer o pagamento em qualquer casa lotérica ou banco, até a data do seu vencimento.

E aí três dias depois do seu vencimento, o parcelamento já é ativado.Tudo muito simples, rápido e com taxas de juros mais baratos.

A maconha é um afrodisíaco?

Durante as últimas décadas, a cannabis passou de cultura hippie para o “moda”.

Em alguns estados americanos, por exemplo, a maconha é totalmente legal. E em muitos outros, está prontamente disponível para uso como remédio. A cannabis também experimentou uma enorme reviravolta.

Em vez de ser apenas uma droga de festival, agora é uma cultura mágica que pode curar ou ajudar a tratar uma ampla gama de doenças, condições e problemas corporais.

Dentro do movimento pró-maconha medicinal, há muitas alegações – algumas mais pesquisadas que outras – sobre as qualidades medicinais da colheita da maconha.

Embora os médicos tendam a prescrever maconha apenas para dor ou ansiedade, alguns fumantes de maconha alegam que ela pode ser afrodisíaca e ajudar na Disfunção Erétil.

Mas será que essas afirmações são verdadeiras ou falsas? A maconha é mesmo um afrodisíaco?

Por que algumas pessoas acham que a maconha é um afrodisíaco?

A reputação da maconha como impulsionadora da libido vem parcialmente do folclore e de uma agressiva campanha de marketing contemporânea que tem anunciado a maconha como potencializador da libido.

Embora possa parecer ridículo afirmar que a maconha é um afrodisíaco, há algumas pesquisas que apontam que a maconha pode resolver problemas de disfunção erétil e funcionar como um ótimo afrodisíaco.

Um estudo da Universidade de São Paulo publicado pela faculdade realizou uma pesquisa sobre dados demográficos que medem a atividade sexual de fumantes de maconha.

Os pesquisadores descobriram que “uma associação positiva entre o uso de maconha e a frequência sexual é vista em homens e mulheres em todos os grupos demográficos que resolveram participar da pesquisa”.

Além disso, este estudo descobriu que a maconha não “parece prejudicar a função sexual”. o jornal também defendeu uma pesquisa mais extensa.

Outros estudos foram mais ambíguos. Uma pesquisa de 2003 realizada em Toronto, no Canadá, concluiu que metade dos participantes acharam que o medicamento funcionou  “estimulante sexual”, enquanto a outra metade não conseguia encontrar nenhuma característica afrodisíaca.

Você pode se interessar por ler mais sobre estimulantes sexuais naturais, clique aqui.

Em termos dos efeitos fisiológicos reais da maconha, a pesquisa é ainda mais escassa.

Quais são os efeitos de fumar maconha?

Em 2017, uma pesquisa do The Washington Post descobriu que 55 milhões de adultos americanos são usuários frequentes de maconha.

Independentemente se você gosta de fumar maconha ou não, a droga está claramente aqui para ficar e poderia muito bem ser tão legal quanto o álcool no futuro próximo.

Esse fascínio pelo impacto da maconha na libido pode ser visto como um reflexo da desinformação que envolve a droga.

Houve um tempo em que a maconha foi agrupada com drogas muito mais pesadas, como heroína, cocaína e psicodélicos.

Mesmo que a maconha não seja tão severa, a droga não é exatamente inofensiva. Aqui estão alguns sintomas reais do uso frequente de maconha:

  • Humor: A maconha tem um impacto notável no humor das pessoas. Enquanto alguns podem se sentir mais relaxados e alegres depois de ingerir o THC, outros ficam mais nervosos e ansiosos.
  • Perda de memória: De acordo com órgãos do Governo o uso freqüente de maconha pode causar perda de memória a longo prazo e afetar o comprometimento cognitivo.
  • Apetite: Você provavelmente já ouviu falar sobre a fome. Os pesquisadores descobriram que o THC aumenta o olfato dos sentidos e faz com que o cérebro liberte mais dopamina quando comemos.
  • Pulmões: Nos últimos anos, tem havido um aumento de diferentes maneiras de ingerir maconha, como maconha comestíveis, pílulas de THC e através do uso de vaporizadores. No entanto, o fumo é a maneira mais comum de consumo. Segundo pesquisas, fumar maconha tem sido relacionado a bronquite, enfraquecimento do sistema imunológico e aumento do risco de infecções.

Embora esteja se tornando mais popular, parece que ainda não existem provas o suficiente de que a maconha trate problemas de ereção masculina, nem de que é um bom remédio para problemas de ereção masculina ou disfunção erétil.

Se você estiver com DE, é melhor conversar com seu médico sobre quais são suas opções.

Não estamos dizendo que a maconha não pode ajudar a resolver os problemas do seu quarto, mas estamos dizendo que ainda são necessários muitos estudos para que possamos afirmar isso com mais certeza.

 

Como fazer encadernação artesanal

A encadernação artesanal, ou encadernação artística, trata-se de uma arte antiga, que sobreviveu ao longo dos séculos mesmo com o avanço tecnológico e o fato de tudo estar se tornando automatizado.

A encadernação artesanal, ainda chama atenção de muitos artesãos e entusiastas, que vem nessa arte não apenas uma forma de expressão, mas também uma forma de gerar renda.

Muitas pessoas hoje em dia, encontraram na encadernação artesanal seu ganha pão, mas para entender como esse processo funciona, não basta apenas conhecer os tipos de encadernação.

Neste artigo, traremos todas as informações básicas sobre como fazer encadernação artesanal, para você que tem curiosidade ou está começando nessa arte.

Componentes da encadernação artesanal

É necessário entender as partes que compõe um livro, agenda, revista entre outros. Iremos explicar cada um de forma breve.

  • Capa: O termo é auto explicativo, trata-se da capa do seu livro ou caderno. Alguns estilos de encadernação permitem que seja encadernado solto do miolo e da contra capa;
  • Contracapa: A parte de trás da capa;
  • Guarda: A guarda costuma estar presente apenas em livros de capa dura, e tem a função de segurar a capa ao miolo;
  • Lombada: È o lado oposto ao corte da frente, a lombada é onde fica a costura do livro e tem como objetivo manter as folhas unidas;
  • Costura: Na encadernação artesanal a costura é uma das partes mais importantes. Existem vários tipos de costuras para a encadernação, algumas são mais difíceis e outras costumam ser mais fáceis;
  • Acabamento: Possui a finalidade de melhorar a experiência da pessoa com aquele produto em mãos, pode variar bastante de estilo e material.

Materiais mais utilizados na encadernação artesanal

Alguns materiais variam bastante conforme o tipo de encadernação que você deseja fazer, e a sua criatividade, mesmo assim, separamos uma lista de materiais que normalmente são indispensáveis.

  • Couro
  • Papel sulfite
  • Off set
  • Tecido (algodão / tricoline);
  • Cola branca Cascorez;
  • Papel calandrado (papel Paraná)
  • Tesoura
  • Napa
  • Vincador;
  • Ilhós;
  • Régua;
  • Botões;
  • Papel craft;
  • Gabarito;
  • Agulhão;
  • Agulha curva;
  • Cabeceado;
  • Náilon;
  • Espátula;
  • Linha;
  • Berço de encadernação;
  • Dobradeira;
  • Elástico;
  • Rolinho de espuma;
  • Fio de cabelo;
  • Perfurador;
  • Cantoneira;
  • Estilete;
  • Fita;
  • Cera para linha

Todos esses materiais são baratos e podem ser encontrados facilmente em lojas de artesanato.

Estilos de encadernação artesanal

Para saber como fazer encadernação artesanal, é necessário saber também os estilos que compõe essa arte milenar. Separamos alguns estilos mais comuns, e algumas dicas do que é possível fazer com cada um deles.

Encadernação Copta

Essa técnica era usada no antigo Egito para encadernar escritos sagrados.

A forma de encadernação é bastante simples, a costura é feita de forma horizontal e utiliza-se várias linhas, podendo ser de diferentes cores.

Esse estilo não utiliza lombada, pois o miolo fica exposto e isso dá uma abertura de 360º ao livro.

Encadernação Japonesa

Na encadernação japonesa não se costuma dobrar o papel, é normal que o miolo fique a mostra.

A costura do estilo japonês consiste em utilizar linhas, fitas ou barbantes que formam desenhos na lombada.

Encadernação Belga

Esse estilo é muito parecido com a encadernação japonesa, a diferença mais marcante é que a encadernação Belga permite uma abertura maior, podendo chegar a 180 graus.

Mas assim como a encadernação japonesa, a costura é trabalhada na lombada, na capa e contracapa.

Agora que você sabe o básico de como fazer encadernação artesanal, deixaremos algumas dicas sobre os produtos com que você pode trabalhar.

  • Cadernos
  • Livros
  • Agendas
  • Álbuns de fotos
  • Bloco de anotações
  • Agendas de bolso.

4 dicas para melhorar seu casamento

Quem nunca sonhou em ter um amor épico? Daqueles de filme, onde os protagonistas dançam na chuva, brigam, mas o pedido de perdão vem junto a uma declaração capaz de derreter até o coração mais frio?

Quem nunca sonhou com o “Até que a morte os separe”?

O casamento normalmente começa assim, planos, sonhos, desejos, uma ilusão criada pelos cônjuges de que a vida a dois será como um conto de fadas da Disney, onde não importa a situação ruim, o mocinho sempre fica com a princesa.

Para muitos, quando a realidade bate à porta, as estruturas da relação se tornam fracas, e é nesse momento que muitos acabam desistindo.

No Brasil, o número de divórcios vem crescendo em ritmo acelerado, afinal, é mais fácil abrir mão e “partir para outra”, do que investir em uma relação madura que irá precisar de tempo e esforço de ambos os lados para prosperar de forma sólida.

Se você sente que seu casamento está começando a enfraquecer, ou apenas deseja melhorar ainda mais a relação, separamos algumas dicas para melhorar o seu relacionamento na prática.

Mantenha o respeito

O respeito é a chave para qualquer relacionamento, seja ele amoroso, amigável ou familiar, uma relação sem respeito torna-se cansativa, causa mágoas e envenena a relação de forma lenta e dolorosa.

Respeito é aceitar o outro como ele realmente é, suas opiniões, personalidade e individualidade, é não fazer para o outro aquilo que não quer para si mesmo, é dar valor a quem está ao seu lado por vontade própria.

Mostrar respeito quando tudo está bem é fácil, quando os ânimos estão à flor da pele já é uma outra história, ao mesmo tempo, essa é uma dica que deve ser praticada sempre, um trabalho árduo mas que pode melhorar muito o seu relacionamento.

Evite gritar durante as brigas, saiba respeitar a opinião do outro e reconheça os sentimentos e inseguranças do parceiro(a).

Não abra mão da sua individualidade

Muitos acreditam que após do casamento o outro torna-se uma propriedade, alguém que existe apenas dentro do relacionamento e pode/deve fazer coisas apenas junto ao outro.

No início do relacionamento, a individualidade de cada um acaba ficando de lado, mas ao longo do tempo, com a rotina e o dia a dia, isso irá se tornar algo sufocante, que traz insatisfação.

Procure ter um tempo para você, faça coisas que goste, procure novos hobbies ou pratique os antigos, não brigue caso o cônjuge deseje a mesma coisa, ao contrário, incentive o parceiro a ter seu próprio tempo e fazer as coisas que gostava de fazer antes de vocês se casarem.

Uma boa comunicação é a base de tudo

A comunicação é sem dúvidas a base de qualquer relação, falar sobre o que te incomoda, sobre o que gosta na outra pessoa, fazer críticas construtivas e dar apoio quando necessário são coisas básicas de qualquer relação mas que muitos deixam de lado após o casamento.

Saber ouvir também é importante, de nada adianta que o parceiro fale sobre algo que o incomoda se ele será atacado e criticado por isso.

É necessário que haja uma comunicação madura e sincera entre ambos.

Crie tempo para os dois

Após o casamento, o dia a dia e a intimidade acabam se tornando um fardo para aqueles que possuem uma base fraca em sua relação.

Para isso, é importante que se crie um momento apenas para os dois, para sair, dançar, assistir um filme ou fazer qualquer coisa que antes lhes dava prazer.

Um tempo longe dos filhos, onde um exista apenas para curtir a companhia do outro é fundamental para uma relação saudável e duradoura.

Alimentos que ajudam a melhorar a ereção

Você sabia que além de medicamentos é possível melhorar a sua ereção apenas mudando a sua alimentação?

Sim, a disfunção erétil, doença que dificuldade ou elimina as chances de se ter uma ereção satisfatória, afeta quase metade da população masculina, e muitos desses por falta de conhecimento não conhecem métodos naturais para lidar com a doença.

Os remédios são sim importantes, mas não são a única solução, já que a ingestão de algumas vitaminas e minerais podem atuar diretamente no problema.

Medicamentos para melhorar a ereção

Antes de conhecer os alimentos que podem te ajudar a ter uma melhor ereção, é preciso saber quais os remédios prescritos por médicos para tratar a disfunção erétil, são eles:

  • Cialis
  • Viagra

Além desses medicamentos mais conhecidos, hoje em dia também estão tomando corpo suplementos naturais chamados de “viagras naturais”. São produtos em cápsulas que prometem melhorar a ereção sem agredir a saúde de quem toma. Um dos exemplos é o power blue oficial.

Muitos homens têm feito uso dessa alternativa para melhorar o desempenho na cama. Veja este depoimento abaixo contando se power blue funciona mesmo.

Lembrando que, somente um médico pode prescrever e dizer qual o medicamento mais indicado para um determinado caso, bem como a dosagem correta.

Sempre procure um medico, e risca as orientações as suas orientações, e nunca se automedique.

Alimentos que ajudam a ter uma boa ereção

Como citamos acima, a sim alguns alimentos que você pode inserir na sua dieta que te ajudaram a ter uma boa ereção, são eles:

Estimulantes Naturais: Morangos e Framboesas

Morango e a framboesa são dois dos principais alimentos que ajudam ter uma boa ereção, isso porque são frutas afrodisíacas que possuem zinco em suas sementes, que é um mineral que estimula e aumenta o libido.

O consumo dessas duas frutas ajuda estimula a produção de hormônios sexuais, como a testosterona.

Nos homens, esse efeito aumenta o desempenho sexual, que consegue manter ereções mais prazerosas e duradouras.

Abacate

Uma rica fonte de ácido fólico e de vitamina B6, o abacate possui nutrientes essenciais para tratar a disfunção erétil de forma natural.

Ainda, a vitamina B6 encontrada no abacate ajuda a regular os hormonais no organismo, o que faz com que o homem sinta mais energia e melhore seu desempenho sexual.

Melancia

A melancia também é uma ótima fruta para ajudar a melhorar a ereção, isso porque ela é rica em um aminoácido chamado citrulina, que ajuda o organismo a produzir maiores quantidades de arginina de forma natural.

A arginina, melhora a circulação sanguínea nas veias, e ainda na região peniana, além da melancia possuir nutrientes que ajudam a aumentar o libido, e fazem com que seu corpo responda melhor a estímulos sexuais.

Chocolate

O chocolate é um dos alimentos que mais ajudar a ter uma boa ereção devido ao seu poder de aumentar a libido.

Principalmente o chocolate amargo faz com que organismo libere mais serotonina e endorfinas, que são considerados os hormônios do bem-estar e prazer.

Também, essas substâncias promovem um efeito relaxante e permitem que o homem fique mais receptivo a estímulos sexuais.

Ostras

As ostras são um excelente alimentos que ajudam na ereção, já que aumentam o desejo sexual, uma vez que são ricas em zinco, nutriente que ajuda a corrigir qualquer problema que impede a excitação.

Também, ao consumir ostras com frequência, elas também podem afetar psicologicamente no seu desempenho sexual, mas como? Simples, elas estimulam a imaginação e o libido, por que são consideradas um dos melhores alimentos para ajudar na ereção masculina.

Como você pode ver a diversos alimentos que podem ajudar um homem a conseguir uma boa ereção, basta escolher aquele que você mais gosta ou é mais acessível e inserir em sua dieta.

Redução de Cargas: Usando o Descanso Para Alcançar Seus Objetivos

Você já deve ter ouvido falar que para ganhar massa muscular deve treinar com peso, e peso pesado. Deve fazer o máximo de repetições que aguentar e sair da academia chorando. E deve repetir isso dia após dia até gostar dos resultados.

Mas existe um fator importantíssimo que é geralmente ignorado ou não feito da melhor forma possível por quem está em busca da lapidação do corpo: a recuperação muscular. Junto com uma alimentação adequada e boas noites de sono, o descanso é essencial para promover o desenvolvimento muscular. Mas esse descanso não precisa ser necessariamente parado. Então vamos por partes.

O seu corpo irá entender qualquer tentativa de modificar a sua composição corporal perdendo aqueles quilinhos extra ou reforçando a musculatura. Isso ativa um sistema chamado de “adaptação corporal”, que é a forma do nosso corpo de nos salvar da desnutrição, das disfunções hormonais e, no caso da hipertrofia, das lesões musculares e do catabolismo. A parte ruim disso é que em certo momento o metabolismo atinge um platô, e aí a sua composição corporal estaciona.

O seu peso estaciona, seu percentual de gordura estaciona, sua massa muscular estaciona. E pior do que estacionar, se você continuar insistindo no mesmo tipo de treino, no mesmo tipo de estímulo, poderá ver seus resultados caminhando em sentido oposto aos seus objetivos ou até entrar em um estado de sobretreino, ou overtrain. E não é apenas a reparação muscular que será prejudicada.

Há outros sintomas do overtraining como estresse mental, no sistema nervoso, ligamentos, tendões e estresse articular, que pode demorar ainda mais para se recuperar. É justamente neste período que seria bom dar uma pensada neste método de descanso: a redução de cargas, ou em inglês, deloading.

Ainda não há muitos estudos precisos sobre essa redução de cargas, mas nós vamos desenhar algumas hipóteses que encontramos pra vocês aqui. Um estudo publicado em 2011, feito pela Universidade de Tóquio, no Japão, avaliou grupos de homens destreinados e os resultados sugerem que tanto o grupo que treinou sem intervalos por 15 semanas quanto o grupo que teve 3 semanas de intervalo entre os treinos, a partir da semana 6, retomando os treinos na semana 10, tiveram resultados similares na composição corporal ao final das 15 semanas.

O mesmo aconteceu em um outro estudo da mesma universidade, por 6 meses com atletas, onde não se encontraram diferenças entre os sujeitos que treinaram continuamente em comparação com aqueles que tiveram intervalo de 3 semanas a cada 6 semanas. Além disso, os atletas intervalados viram um grande progresso em seus resultados ao retornar do descanso.

Se pudéssemos otimizar de alguma forma esse descanso, e reduzir para 1 semana ao invés de 3, hipoteticamente, poderíamos ter resultados ainda melhores tirando vantagem dessa melhora.

Como deve ser feito esse deloading?

A estratégia mais generalizada sugere reduzir o peso que você usa normalmente para 40 a 60% do total por 1 semana. Ou seja, se você levanta algo tipo 30kg no supino, você poderia reduzir para algo entre 10 ou 20 kg, enquanto mantém o mesmo número de repetições e séries. Ou você também poderia tentar reduzir o volume de treino. Ao invés de fazer 3 séries de 10 repetições, faça 3 séries de 5 repetições, por exemplo.

Além dessas técnicas, os estudos sugerem também a prática de exercícios completamente diferentes da musculação, como yoga ou um cardio leve.

Mas atenção, evite cardio muito intenso como HIIT, pois isso pode ser tão pesado ao seu corpo quanto a sua rotina típica e a ideia é justamente ‘descansar’. E caso você sinta que precisa descansar mais do que 1 semana, isso significa que você deverá então reduzir suas cargas ou as repetições por mais tempo – Herbalife. E o quanto você deveria reduzir dependerá do seu programa de treino.

Em​ ​programas​ ​em​ ​que​ ​se​ ​atinge​ ​a​ ​fadiga​ ​rapidamente​ ​e​ ​com​ ​frequência,​ ​você​ ​talvez​ ​possa reduzir​ ​as​ ​cargas​ ​1​ ​vez​ ​a​ ​cada​ ​4​ ​semanas.​ ​Em​ ​programas​ ​mais​ ​lentos e ​metódicos,​ ​você pode​ ​esticar​ ​as​ ​reduções​ ​para​ ​cada​ ​12​ ​semanas, por exemplo. E​ ​a​ ​pergunta​ ​final​ ​é:​ ​VOCÊ​ ​precisa​ ​dessa​ ​descarga? Ao​ ​invés​ ​de​ ​dizer​ ​o​ ​óbvio,​ ​“​depende”,​ ​a​ ​resposta​ ​virá​ ​junto​ ​com ​a​ ​efetividade​ ​do​ ​seu programa​ ​de​ ​treino.​ ​Um​ ​programa​ ​subótimo,​ ​que não ​promove​ ​um​ ​estímulo​ ​forte​ ​o​ ​bastante, talvez não precise de uma ​recuperação​ ​extra​.

Iniciantes​ ​talvez​ ​possam​ ​treinar​ ​por​ ​mais​ ​tempo​ ​antes​ ​de​ ​começar​ ​a​ ​praticar​ ​o​ ​deloading. ​Porque​ ​o seu​ ​corpo​ ​é​ ​mais​ ​preparado​ ​ao​ ​aumento  ​muscular​ ​através​ ​dos​ ​novos movimentos.​ À​ ​medida​ ​em​ ​que​ ​você​ ​se​ ​torna​ ​mais​ ​avançado,​ ​a​ ​redução​ ​das​ ​cargas​ ganha mais​ ​e​ ​mais​ ​importância. Uma​ ​vez​ ​que​ ​você​ ​começa​ ​a​ ​entender​ ​os​ ​sinais​ ​do​ ​overtraining,​ ​você​ ​vai​ ​saber​ ​melhor quando​ ​deverá​ ​reduzir.​ ​

E​ ​a​ ​maneira​ ​como​ ​você​ ​vai​ ​fazer​ ​isso​ ​é​ ​com​ você e o seu treinador. No final das contas, para otimizar seus resultados, você não precisa necessariamente ficar parado durante toda semana. Como vimos, uma boa recuperação também pode ser feita a partir das reduções, tanto na intensidade quanto no volume do exercício! Um forte abraço e até a próxima!

Você pode ler mais sobre o assunto aqui: http://www.drisiqueira.com/desafio-herbalife-funciona/

Cuidados diários com a pele

Vamos falar de cuidados com a pele? Cuidar da pele é super importante, e não só quando começamos envelhecer! Temos que cuidar ainda quando somos jovens para prevenir danos futuros. O principal cuidado é o filtro solar, se usado todos os dias ele nos garante uma pele jovem e sem manchas. Mas outros cuidados também são importantes, que variam dependendo da nossa idade e tipo de pele. É importante consultar um profissional da área para saber o que é melhor para seu tipo de pele.

Já gravei vídeos mostrando meus cuidados, mas são aqueles mais completos, que faço uma vez por semana ou a cada 15 dias. Mas hoje vou mostrar os meus cuidados diários, aqueles que não podem faltar mesmo! Ah, lembrando que meu tipo de pele é normal.

Manhã:

Logo que acordo lavo o meu rosto normalmente, somente com água. Depois aplico o Shiseido Ibuki Protective Moisturizer, que é um hidratante especial para o dia. Ele é multifuncional, protege a pele contra agressores externos, reduz a aparência dos poros, hidrata e protege a pele contra a radiação, pois possui FPS18. Possui uma textura super leve, não é oleoso e deixa a pele com uma aparência muito saudável e hidratada.

Logo após aplico meu filtro solar. Estou usando o Eucerin Sun Creme-Gel FPS60.Ele é indicado para peles oleosas e tem toque super seco. O creme hidratante possui FPS, mas mesmo assim gosto de usar o filtro para ficar 100% protegida. Lembrando que devemos reaplicar a cada 2-3 horas.

Noite:

Retirar a maquiagem é super importante e não podemos pular esse passo. Usar maquiagem não faz mal, o que faz mal é não retira-la! Para isso uso o Vita Face Sabonete Líquido Cremoso e Demaquilante, que contém Nanopartículas de Vitamina E, Glicerina Vegetal e D-Pantenol. Ele é uma espuma cremosa que remove facilmente a maquiagem. Uso também lencinhos demaquilantes que são super práticos e removem facilmente a maquiagem. O meu favorito é o Neutrogena Deep Clean, que é macio, tem um cheirinho ótimo, não arde e remove toda a maquiagem com facilidade.

Depois da limpeza é hora de tonificar a pele. Esse passo muitas vezes é esquecido, mas é super importante, pois remove os resíduos que ainda ficaram na pele depois da limpeza, assim evitando a obstrução dos poros. Além disso ajuda a regular o PH. Uso o Clinique Clarifyng 1. Após o tonico uso o Shiseido Ibuki Multi Solution Gel em áreas que necessitam de maior preocupação, como as áreas muito ressecadas ou com espinhas.

E para finalizar a rotina de cuidados uso o meu produto favorito: o Shiseido Ultimune

Ele é um serum ativador energizante que trabalha na parte da imunidade da pele. Ele possui textura super leve que é logo absorvida, deixando uma sensação de frescor, hidratação e toque sedoso. Esse produto é maravilhoso, minha pele ficou maravilhosa depois que comecei usar. Ele pode ser aplicado de manhã e de noite.

Prontinho, pele devidamente hidratada e bem cuidada! Esses são meus santos cuidados de todo dia! hehe. Shiseido e Clinique são minhas marcas favoritas no quesito ‘cuidados com a pele‘. Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais da minha rotina e das dicas dos produtos.

Um beijo!

Fonte: https://plus.google.com/u/0/b/111039148698720371778/111039148698720371778/